É uma resenha

19 10 2009

A resenha crítica é um gênero bastante difundido em revistas, jornais, blogs e portais da internet. Segundo Abaurre (2006), trata-se de um gênero discursivo que

“combina a apresentação das características essenciais de uma dada obra (filme, livro, peça de teatro etc.) com comentários e avaliações críticas sobre sua qualidade.

Em nossas aulas de Língua Portuguesa apresentamos a estrutura recorrente das resenhas, bem como analisamos os processos de argumentação que os resenhistas costumam utilizar em suas críticas. Neste tópico, os grupos (máximo 3 alunos) devem publicar uma resenha sobre um filme, um livro ou um CD de sua prefência. Vamos lá?

Anúncios

Ações

Information

13 responses

30 10 2009
Danyel Santiago, Marcelo Ferraz e José Artur.

Cloverfield, o Monstro, o Filme, a “Droga”.
Perca de tempo! Isto é o que você terá em assistir Cloverfield. O filme conta a história de um grupo de jovens que tentam escapar de um monstro, que sem explicação, aterroriza e destrói a cidade de Nova Yorque. Apresenta um horrível áudio, imagens mal feitas, mas inova na forma de gravar. O filme seque o seu estilo, que é apresentar ação, suspense e “terror”. No mas, não se tem nenhum ponto a ser ressaltado.

30 10 2009
Danyel Santiago, Marcelo Ferraz e José Artur.

1ºF, FICHA TECNICA CLOVERFIELD
(Cloverfield)
Ano de lançamento ( EUA ) : 2008
Direção: Matt Reeves.
Atores principais: Lizzy Caplan , Jessica Lucas , T.J. Miller , Michael Stahl-David , Mike Vogel.
Duração: 01 hs 25 min

30 10 2009
Rodrigo Barros

Click, uma confusão engraçada!?

É um filme simplesmente sensacional.
Click é uma mistura que envolve dois gêneros, sendo eles: comédia e um pouco de drama. Ele é, basicamente, a estória de um homem que sonha ter um controle remoto que controla as coisas e a velocidade da vida, entre outros comandos. Por começar em comédia, ele é, consequentemente, muito engraçado, mas no final, o longa-metragem recebe um toque de drama e logo após, quase ao mesmo tempo, faz com que o protagonista (Adam Sandler), ao ver que tudo não passou de um sonho, procure aproveitar melhor as coisas e momentos da vida.
Como nada é perfeito, apesar de Click ser um filme excelente, ele pode causar uma confusão para quem o assiste, ao fazer tal combinação de gêneros cinematográficos.
Com essa tempestade de sentimentos que o filme passa para o espectador, Click torna-se mais engraçado e emocionante a cada cena que se passa. Está confuso(a)? Assisa-o Assista-o e tire suas conclusões!

Grupo: Rodrigo Barros, Victor Accioly e José Carlos. 1° C E.M.

30 10 2009
Lorraine

Cloverfield, o Monstro, o Filme, a “Droga”.
Perca Perda de tempo! Isto Isso é o que você terá em assistir Cloverfield. O filme conta a história de um grupo de jovens que tentam escapar de um monstro, que, sem explicação, aterroriza e destrói a cidade de Nova Iorque. Apresenta um horrível áudio, imagens mal feitas, mas inova na forma de gravar. O filme seque segue o seu estilo, que é apresentar ação, suspense e “terror”. No mas mais, não se tem nenhum ponto a ser ressaltado.

30 10 2009
Rodrigo Barros

A real educação no Brasil

“Pro Dia Nascer Feliz”, um filme de João Jardim, que critica o sistema de educação brasileiro focando algumas regiões do Brasil, como a Sudeste e a Nordeste. O documentário mostra entrevistas com alunos, pais e professores, que falam sobre a má/péssima administração da educação no Brasil.
Além de apontar estas essas falhas, o filme mostra a realidade no pátio dos colégios, fora das salas de aula, Chegando Chegando a citar um homicídio: uma menina que matou outra a facadas.
O documentário reflete a realidade do ensino público brasileiro. Vale a pena assisti-lo, pois conhecer a realidade do país em que vivemos não deve ser vergonha para nenhum brasileiro, pois isso pode nos ajudar a fazer um Brasil melhor.

Dupla: Rodrigo Barros e Renan Favero. 1° C E.M.

30 10 2009
mariaeduardav

Quase um Jane Austen

Passado durante a Segunda Guerra Mundial e baseado no best seller “Reparação” de Ian McEwan, “Desejo e Reparação” conta a história da jovem escritora de 13 anos Briony (Romola Garai), que – com sua imaginação fértil ou outros motivos explorados ao longo da trama – subentende que o caseiro da casa de sua família, Robbie Turner (James McAvoy), estava se aproveitando de sua irmã Cecília (Keira Knightley), e acaba por acusá-lo de um crime que não cometeu. Os fantasmas e erros do passado de Briony a acompanharão durante toda sua vida e serão capazes de decidir o destino de todos aqueles que a cercam – e nem sempre de forma positiva.
Atonement (título original) é um daqueles filmes que ou se ama, ou se odeia. Não tem meio termo. Mas quem gosta, se apaixona e está disposto a assistir ao filme quantas vezes for necessário. Porque mesmo com as partes maçantes da história, o enredo de todo triste e até angustiant, a obra e apaixonante. Daquelas que te deixa com um nó na garganta e com aquela sensação estranha – mas boa – que fica quando se aprecia algo realmente bom.
E, mesmo para aqueles que não se identificaram com a história em si, o filme reserva uma surpresa: o final. Surpreendente e de tirar o fôlego, não tem como alguém sair do cinema ou tirar o filme do DVD em casa sem se abalar, o pouco que seja, com o que os últimos segundos da trama reservam para o telespectador.

Ficha Técnica:
Gênero: Drama
Tempo: 130 min.
Lançamento: 11 de Jan, 2008
Lançamento DVD: Abr de 2008
Classificação: 14 anos
Distribuidora: Universal Pictures Brasil

31 10 2009
rafaelalves94

RESENHA CRÍTICA

GRUPO: Gabriel Lins, João Novaes, Rafael Alves.
1ºC

Pânico? Que nada!

“Todo mundo em pânico 4” é um filme que faz você chorar de rir. O filme retrata alguns filmes de terror, interpretando-os – os com muita comédia muito humor, este filme esse que vem de uma ótima sequência de três filmes, que tiveram uma grande bilheteria no cinema e no “Todo mundo em pânico 4” não foi diferente além de ser um dos mais engraçados da serie. O público a qual o filme foi destinado foram os adolescentes que com certeza são os maiores fãs dessa série., os Os atores que trabalharam no filme aturam atuam muito bem, porem porém a trilha sonora deixou a desejar e alguns fãs acharam que o filme ficou muito curto.
Na minha opinião, aqueles que procuram um bom filme de comédia, e que gostam de rir na frente de um filme, este é um filme certo, pois suas “formas” de interpretar os filmes de terror são muito engraçadas, é É um filme muito interessante de se ver, e pra quem curte uma boa comédia este é o filme certo.

2 11 2009
Rodrigo Lustosa

Como toda comédia romântica que chega às telonas e posteriormente e lançado em DVD, assisti ao filme a verdade nua e crua, com um pé atrás no início. Uma vez que, a maioria de nós já tem um breve conhecimento sobre esses famosos “enlatados”. Porém, no decorrer desse filme, revi completamente os meus conceitos iniciais, pois o filme, além de ser bem costurado, o filme fez com que a platéia pudesse esquecer todos os problemas da vida e cair nas gargalhadas com aquele sucesso.
Nessa comédia, Abby Richter (Katherine Heigl) é produtora de um programa matutino, que tem problemas emocionais e cuja busca pelo “Senhor Perfeito” a deixou irremediavelmente solteira.

Ela está prestes a ser “acordada” de forma brusca quando seus chefes a colocam frente a frente com Mike Chadway (Gerard Butler), uma intransigente personalidade da TV que promete despejar a verdade nua e crua sobre o que faz os homens e as mulheres balançarem. Então, Mike promete ajudar Abby na conquista do “senhor Perfeito”, porém ele acaba percebendo que existe algo mais forte entre os dois.
O filme se for levado em consideração apenas pelo enredo, pode ser considerado de primeira como um “repeteco” de outras comédias românticas já produzidas, mas foi muito bem produzido e suas cenas prendem os espectadores na poltrona fazendo-os chorar de tanto rir.
Por tanto, o filme é uma excelente opção para se assistir nos cinemas e se divertir num dia ruim, tirando bons proveitos desse sucesso de bilheterias.

Alunos: Catarina Guedes e Rodrigo Lustosa
Série: 1º F

17 11 2009
Wellington de Melo

Cuidado com as repetições, Rafael.

17 11 2009
Wellington de Melo

Cuidado com a repetição de conectivos, Rodrigo.

17 11 2009
Wellington de Melo

“Por começar em comédia, ele é, consequentemente, muito engraçado” é um argumento fraco.

17 11 2009
Wellington de Melo

Danyel Santiago e Lorraine: quem está copiando de quem?

17 11 2009
luizhenriqueramos

“Panela velha é que faz comida boa!”

Apesar de antigo, é um dos melhores filmes brasileiros ( se não “o” melhor) !!
O AUTO DA COMPADECIDA nos conta a história de dois “cabras-machos” nem tão “machos” assim: João Grilo (Matheus Natchergaele) e Chicó (Selton Mello). Como toda cidade do interior, Taperoá tem um coronel, um padre um marido “corno”, sua mulher infiel, um cabra esperto ( o próprio João Grilo) e outro digamos corajoso (Chicó).
Esses ingredientes recheiam o filme com um humor realmente engraçado. Um verdadeiro prato cheio para todas as idades.
É verdade que a produção é limitada, se comparado com os filmes atuais, mas o enredo é FANTÁSTICO. Essa adaptação da obra de Ariano Suassuna foi um sucesso! Simples e autêntico. Afinal, panela velha é que faz comida boa !

FICHA:

TÍTULO ORIGINAL: O Auto da Compadecida
GÊNERO: Comédia
DURAÇÃO: 01 hs 44 min
ANO DE LANÇAMENTO: 2000
ESTÚDIO: Globo Filmes
DISTRIBUIDORA: Columbia Pictures do Brasil
DIREÇÃO: Guel Arraes
ROTEIRO: Guel Arraes, Adriana Falcão e João Falcão, baseado em peça de Ariano Suassuna
PRODUÇÃO: Daniel Filho e Guel Arraes

ELENCO:
Matheus Natchergaele, Selton Mello, Diogo Vilela, Denise Fraga,Lima Duarte, Marco Nanini, Fernanda Montenegro, Paulo Goulart, Rogério Cardoso.

Trio:
Daniel Belian
Luiz Henrique Ramos
Thiago Feitosa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: